Idosos e Ingestão de Proteínas

Um assunto bem controverso na nutrição veterinária é a ingestão de dietas altamente proteicas e seus efeitos nos organismos dos pets mais velhos.

É muito comum as pessoas reduzirem proteínas na dieta de seus animais a fim de tentar melhorar sua saúde renal. Porém algumas pesquisas mostram o contrário, que o cão idoso e o gato idoso, na verdade, precisam de uma boa ingestão proteica para se manterem saudáveis.

De forma simplificada, o uso das proteínas no corpo funciona da seguinte maneira. No sistema digestivo, as proteínas são quebradas em pequenas partes, chamadas aminoácidos. Esses aminoácidos ingeridos, juntamente com aminoácidos produzidos pelo corpo, são usados para construção dos músculos, enzimas, DNA, células de defesa do corpo, anticorpos e etc. Se a quantidade de aminoácidos consumidos não for suficiente, o corpo vai buscar essa fonte em músculos, a chamada massa magra.

A medida que o corpo vai envelhecendo a produção de músculos, enzimas e anticorpos diminui. E se o corpo percebe que a ingestão de proteínas está menor, ele vai diminuir ainda mais as reações envolvendo aminoácidos e vai aumentar a busca por aminoácidos na massa magra, diminuindo a massa muscular dos animais.

A perda de massa magra em cães e gatos é perigosa pois os ossos dos animais ficam mais expostos e menos protegidos pelos músculos. Além disso eles precisam fortalecer seu sistema imunológico, anticorpos e manter o bom funcionamento de enzimas e DNA. Por esse motivo a ingestão de proteína não deve ser diminuída para esta fase de vida.

Os profissionais que sugerem que os cães idosos devam diminuir a ingestão de proteínas, o fazem pois alegam que o excesso de proteínas para idosos causam problemas renais nos mesmos. Porém estudos revelam que essa afirmação não procede.

De acordo com a pesquisa feita por Dorothy Laflamme em 2008, o excesso de proteínas não causa problemas renais. De acordo com o autor uma dieta rica em proteínas só traz benefícios para o cão e o gato idoso.

Laflamme testou dietas proteicas em cães adultos, idosos, com e sem condições clínicas renais. Os estudos foram feitos alimentando-se os animais com alimentações ricas em proteínas e os resultados mostraram que não houve efeito adverso em nenhum caso. A conclusão foi que uma dieta proteica completa e balanceada não tem nenhum efeito adverso nos rins de animais saudáveis.

Para animais com problemas renais, a recomendação feita é o controle da ingestão de proteína associado ao controle do fósforo na alimentação.

Portanto se seu cão ou gato é idoso e saudável, você pode e deve alimentá-lo com uma dieta rica em proteínas. Isso só trará benefícios a ele. Caso ele esteja com problemas renais, peça a seu médico veterinário de confiança uma dieta específica para seu tratamento.


Lígia Alfenas e Andressa Gusmão, instrutoras da PetLogia.

PetLogia - Ideal para seu negócio, ideal para seus pets.


comments powered by Disqus